2008/05/30

Unidade com o Povo da China



Oração escrita por Sua Santidade o Papa Bento XVI:

Virgem Santíssima, Mãe do Verbo encarnado e Mãe nossa,

venerada com o título de «Auxílio dos cristãos» no Santuário de Sheshan,

para o qual, com devoto afecto, levanta os olhos toda a Igreja que está na China,

vimos hoje junto de Vós implorar a vossa protecção.

Lançai o vosso olhar sobre o Povo de Deus e guiai-o com solicitude materna

pelos caminhos da verdade e do amor, para que, em todas as circunstâncias, seja

fermento de harmoniosa convivência entre todos os cidadãos.

Com o «sim» dócil pronunciado em Nazaré, Vós consentistes

que o Filho eterno de Deus encarnasse no vosso seio virginal

e assim desse início na história à obra da Redenção,

na qual cooperastes depois com solícita dedicação,

aceitando que a espada da dor trespassasse a vossa alma,

até à hora suprema da Cruz, quando no Calvário permanecestes

de pé junto do vosso Filho, que morria para que o homem vivesse.

Desde então tornastes-Vos, de forma nova, Mãe

de todos aqueles que acolhem na fé o vosso Filho Jesus

e aceitam segui-Lo carregando a própria Cruz sobre os ombros.

Mãe da esperança, que na escuridão do Sábado Santo caminhastes,

com inabalável confiança, ao encontro da manhã de Páscoa,

concedei aos vossos filhos a capacidade de discernirem em cada situação,

mesmo na mais escura, os sinais da presença amorosa de Deus.

Nossa Senhora de Sheshan, sustentai o empenho de quantos na China

continuam, no meio das canseiras diárias, a crer, a esperar, a amar,

para que nunca temam falar de Jesus ao mundo e do mundo a Jesus.

Na imagem que encima o Santuário, levantais ao alto o vosso Filho,

apresentando-o ao mundo com os braços abertos em gesto de amor.

Ajudai os católicos a serem sempre testemunhas credíveis deste amor,

mantendo-se unidos à rocha de Pedro sobre a qual está construída a Igreja.

Mãe da China e da Ásia, rogai por nós agora e sempre.

Amen.
A evangelização chegou a Sheshan em 1844. Os primeiros missionários aí construíram uma casa com cinco cómodos, reservando um deles como capela e os outros como locais de descanso. Em 1864 um religioso chinês construiu sobre a colina um quiosque hexagonal, no qual depositou uma imagem da Virgem Maria pintada por ele e venerada como "Auxiliadora dos Cristãos". A devoção à Virgem de Sheshan, "Auxiliadora dos Cristãos", difundiu-se então por toda a região sendo celebrada anualmente no dia 24 de Maio.

«Ideias.com» está unido ao povo chinês que sofre as consequências de um grande terramoto.

2 comentários:

osátiro disse...

Participemos com o Santo Padre na oração pelos filhos de Deus desse imenso país com 1.300 milhões de habitantes.
Que também eles tenham acesso ao Mistério da Salvação!
Pai-Nossso; Avé Maria ; Glória ao Pai.

osátiro disse...

Continuemos a rezar pelos quatro Cristãos Argelinos condenados por abandonar o Islamismo:
http://www.oecumene.radiovaticana.org/BRA/Articolo.asp?c=209570