2007/09/04

Testemunhos que nos encantam




O Lar de Nossa Senhora de Fátima, é uma instituição de apoio à família e destina-se a jovens que necessitem de alojamento e aceitem viver uma experiência comunitária, marcada pelos valores da fé cristã e da sã convivência.

Para este ano lectivo ainda temos espaço para novas candidatas.




Tivemos a alegria de poder acompanhar um grupo de jovens que de diversas localidades do País se encontram nesta cidade do Porto a fazer os seus estudos académicos. Registamos aqui o testemunho de duas finalistas:



O meu nome é Alexandra Filipa de Oliveira Ramalho e neste ano lectivo de 2006/2007 despeço-me da casa a que chamei minha durante os últimos 7 anos. Não são todas as casas onde ficamos temporariamente, sem ser a da nossa família, a que podemos chamar nossa, e isto faz toda a diferença. Vim para este Lar Universitário na Rua Nossa Senhora de Fátima nº 97, no Porto, tinha 18 anos e foi no ano lectivo de 2000/2001. Nesse ano, conheci as irmãs e raparigas que, como eu, valorizavam o estudo e gostavam de um ambiente de partilha, convívio, tranquilidade e respeito. Esse ano diria que foi o mais importante da minha vida: conheci pessoas extraordinárias, que me deram a mão, que me apoiaram e que guardo no meu coração. A elas que sabem quem são, o meu muito obrigada por me acolherem, me aconselharem, me convidarem e principalmente, por estarem presentes todos aqueles dias. No ano seguinte entrei na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. O ambiente universitário é algo absolutamente fantástico, as praxes, as festas, os livros, meu Deus é difícil conciliar tudo! Aqui, fui e continuo a ser muito feliz, guardo recordações das noites de festa, mas principalmente das horas intermináveis de estudo que culminavam no fim do dia com o jantar. Por vezes o tempo escasseava, mas sempre conversamos e isso sim dá a coragem que por vezes, faz a diferença, quer nas simples decisões de vida, quer para os exames. A todas que nesta casa conheci, a todas as raparigas a que hoje chamo Amigas, à Irmã Gertrudes e à Irmã Inácia, dedico os meus 6 anos de estudo no ensino superior e principalmente aos meus pais que me encaminharam para aqui.



Por tudo e para sempre, Alexandra Filipa de Oliveira Ramalho




A Residência Universitária de Nossa Senhora de Fátima, foi a minha CASA nestes três últimos anos de permanência no Porto. Nela encontrei o espírito familiar, de abertura e de solidariedade tão necessário nos tempos de hoje.Espero e desejo que o ambiente saudável e solidário que ali se vive se mantenha bem vivo, e que sirva de exemplo para as nossas vidas quando confrontadas cá foram com uma sociedade cada vez menos humanizada e por vezes intolerante.Levo no meu coração todas as minhas colegas da residência, bem como as Irmãs que integraram o Lar nestes três anos. Uma palavra de apreço para todas...e quero lembrar aqui duas ausentes que me marcaram especialmente...a Belinha e a Irmã Inácia....Na Belinha encontrei a força e a vontade de vencer que tantas vezes nos falta...na Irmã Inácia a capacidade de entender e ajudar!Na minha perspectiva o Lar de Nossa senhora de Fátima desempenha um papel importante para nós jovens adultas em desenvolvimento. A vida Universitária é feita de altos e baixos nas suas varias vertentes, nomeadamente, académicas, pessoal, afectiva e até na gestão do nosso dia a dia (na maioria dos casos temos que aprender as relacionarmo-nos de forma mais adulta com os outros, de aprender a gerir o nosso dinheiro, de aprender a organizar os nossos espaços, de saber aprender a fazer as nossas compras domésticas e de fazer as nossas primeiras refeições). Não é fácil muitas vezes...quando sobretudo temos que conjugar tudo isto com as afazeres universitários e uma relação professor/aluno tantas vezes despersonalizada. E nestas pequenas dificuldades...é vital encontrarmos no Lar onde residimos o apoio que precisamos. Creio mesmo que deveriam ser melhoradas ou criadas estruturas de apoio ao jovem estudante universitário quer nas residências, quer nas instituições académicas de ensino superior.No meu percurso universitário vivi momentos muito positivos...mas também senti dificuldades...e injustiças. Mas o desafio está cá....o Lar de Nossa Senhora de Fátima ajudou-me a encontrar soluções ou enfrentar algumas dessas dificuldades....e a saudável convivência entre as residentes e Irmãs foi um estímulo e uma aprendizagem contínuas. Parto com a esperança de ser capaz de com a minha música contribuir para um mundo mais justo e mais fraterno, um mundo onde todos tenhamos o nosso lugar, onde todos vivamos viva em paz e no respeito pela diferença. E sobretudo parto com a vontade de não passar por este mundo em vão e saber dar um contributo, por pequenoque seja, que não obstante as diferenças de sexo, ideologia, religião ou cor ...fazemos todos parte de um TODO que deve completar-se e conviver de forma harmoniosa. .Um obrigado ao lar de Nossa senhora de Fátima....e às minhas queridas colegas.

Ana Filipa Neves Ferreira - finalista do curso Superior de Piano da ESMAE (Porto) .

«Ideis. com» está em sintonia com o sentir destas duas jovens. Deseja muitas felicidades à comunidade ali residente e faz votos que aumente o número de jovens que sejam capazes de fazer a opção de aceitar a proposta de vivência dos valores cristãos e éticos, no seu percurso académico, seguindo a proposta do P. Formigão que este Lar Universitário tem para lhe oferecer.

7 comentários:

bico de pato disse...

Nem tudo é mau neste mundo!...Antes pelo contrário. Que belo exemplo...este recanto.
Parabéns.

Anónimo disse...

Olá Alexandra.
Sei que agora lutas por continuar a tua carreira, daqui do Lar que foi nestes últimos anos a tua casa,desejo-te toda a força e que consigas concretizar os teus sonhos de realização. Continuamos a desejar-te o melhor cada dia da tua vida tanto pessoal como profissional.
Abraço amigo
Jacinta

Anónimo disse...

Ana Filipa, a música é a melodia que te envolve a cada momento.Vais continuar essa arte por isso desejo que a harmonia de cada melodia se estenda a cada dia do teu viver e que a nova etapa seja essse crescer na arte e beleza, essa que além de ser dom, faz parte de ti.Parabéns, continua a encantar e embelezar onde te encontres.

Silvia disse...

Boa Tarde, teriam a bondade de me dar mais informações sobre o Lar Nossa Senhora de Fatima?

Recebem jovens universitárias de outros distritos que queiram estudar no Porto?

Muito obrigada pela vossa ajuda.
O meu mail é spassarinho@iol.pt

Anónimo disse...

Ana Filipa

Que saudades tuas...e da tua música. Espero que o teu percurso pessoal e na música espelhe bem o que és e bem mereces. Voastes, na tua caminhada na musica, para os EUA...espero a tua volta...e o reconhecimento do teu talento, da tua generosidade e da tua força.

Anónimo disse...

que surpresa! tropecei nesta página por mero acaso e veio-me uma certa nostalgia.Também eu fiz deste Lar a minha casa durante cerca de 3 anos, já lá vão 6 anos!A vida dá voltas e voltas, mas as amizades e boas memórias ali passadas ficam. Deixo um abraço ás irmãs que me conheceram. (lembram-se de uma tal Rita Joana que andava em Arquitectura,então uma rapariguita sossegada, que passava horas no estirador no salão,e ás vezes cantarolava quando ninguém estava por perto :))
votos de continuação de bom trabalho nesse vosso projecto!
*

Alexandre disse...

Tambem eu tropecei neste endereço, e fiquei impressionado pelo modo como a força paira em lugares como o vosso lar. Sou Homem, e conheço a Ana Filipa de outras "andanças" musicais posteriores a esta estadia dele. Tenho a certeza de uma coisa, depois de ter lido tudo isto, que muita da força que a Ana hoje tem se deve também ao vosso apoio, a aprendizagem é sempre o que levamos.
Parabéns ao lar que tão bem soube cuidar desta menina tão linda, tão dedicada, tão especial.
Vou continuar a acompanhar este blog.
Alexandre