2006/06/15

Eucaristia

"Jesus instituiu esta maravilha de amor - a Eucaristia - movido pela necessidade imperiosa de Se comunicar inteiramente a cada um de nós. Esta doação divina é a prova incomparável da procura da nossa alma por Jesus Cristo. Que reconhecimento!"
P. Formigão
Como manifestas o teu reconhecimento a Deus Amor que se fez Pão para nos dar a Vida?
Como agradeces este dom?
Aproveita este espaço para partilhares os teus sentimentos.

9 comentários:

Sara Lima disse...

Ontem tivemos a celebração da festa da eucaristica, na paroquia, na qual participaram cerca de 50 crianças.
Uma das meninas devido a uma infecção na garganta, esteva bastante debilitada, mas não queria perder a festinha por nada... Depois de receber Jesus pela primeira vez, fizeram uma pequenina acção de graças onde cantavam, Jesus eu amo-te... A pequenina nesse momento olhou para a mãe e disse:
-deixa-me olhar para Jesus, que Ele vai-me curar!!!


Temos tanto para aprender com esta fé, dos mais pequeninos....

Sara Lima

Vítor Mácula disse...

Dando graças, e tentando não resistir nem desviar a acção divina na carne do meu eu e dos meus dias - o que, confesso, me é difícil ;)

Abraço em Cristo.

Anónimo disse...

1. Preparando bem a Eucaristia em que participo.( Onde queres que façamos os preparativos para celebrar a Páscoa)
2. Celebrando activamente (Tomou o pão e o vinho e disse "fazei isto em memória de mim)
3. Vivendo-a intensamente ( Depois saiu para o monte das oliveiras para orar)

Anónimo disse...

Nem sempre é fácil...
Reconhecer que num pedaço de pão está Jesus... Olhar à volta e ver tantos problemas e dificuldades... e ainda assim crer, como a menina de S. Martinho, que é Ele que pode curar...
Agradeço...

CVJ disse...

Pão da vida, que só o é, se for pão de amor.
Coragem.
Leonel

disse...

A Eucaristia é e sempre será o grande centro do meu dia, o centro da minha vida!

Gosto muito e diz-me muito os pensamentos do P. Formigão porque ele foi reitor do seminário de Bragança ao qual em pertenço.

Bjs e abraços
;)

Anónimo disse...

Paz a todos. Antes de mais "nunca" falto, com os meus, a uma celebração litúrgica obrigatória para quem acredita. Depois, colaborando em várias tarefas: catequese, órgão, formando organistas, ensaiando crianças e adultos, dirigindo a assembleia, colaborando com outros párocos, .... Isto, para além da minha actividade profissional como docente e pai de família. Porquê? Quando o meu filho mais novo fez a profissão de fé verfifiquei que a Catequista tinha 70 miúdos a seu cargo. Isto hà 13 anos. Disse, então, para comigo: vou colaborar com ela; é impossível atender a tantas crianças. Desde então sou Catequista. Acreditem que me dá mais prazer preparar as sessões de catequese para 30 crianças do que preparar as aulas de música para o mesmo número. Aqui, estão porque são obrigadas; na catequese estão porque gostam e, em muitos casos, os Pais estão connosco. Mas há tanto para fazer!........ Não queres colaborar em qualquer coisa?... Costa Gomes

Anónimo disse...

Paz a todos. Antes de mais "nunca" falto, com os meus, a uma celebração litúrgica obrigatória para quem acredita. Depois, colaborando em várias tarefas: catequese, órgão, formando organistas, ensaiando crianças e adultos, dirigindo a assembleia, colaborando com outros párocos, .... Isto, para além da minha actividade profissional como docente e pai de família. Porquê? Quando o meu filho mais novo fez a profissão de fé verfifiquei que a Catequista tinha 70 miúdos a seu cargo. Isto hà 13 anos. Disse, então, para comigo: vou colaborar com ela; é impossível atender a tantas crianças. Desde então sou Catequista. Acreditem que me dá mais prazer preparar as sessões de catequese para 30 crianças do que preparar as aulas de música para o mesmo número. Aqui, estão porque são obrigadas; na catequese estão porque gostam e, em muitos casos, os Pais estão connosco. Mas há tanto para fazer!........ Não queres colaborar em qualquer coisa?... acostagomes@gmail.com

Anónimo disse...

Paz a todos. Antes de mais "nunca" falto, com os meus, a uma celebração litúrgica obrigatória para quem acredita. Depois, colaborando em várias tarefas: catequese, órgão, formando organistas, ensaiando crianças e adultos, dirigindo a assembleia, colaborando com outros párocos, .... Isto, para além da minha actividade profissional como docente e pai de família. Porquê? Quando o meu filho mais novo fez a profissão de fé verfifiquei que a Catequista tinha 70 miúdos a seu cargo. Isto hà 13 anos. Disse, então, para comigo: vou colaborar com ela; é impossível atender a tantas crianças. Desde então sou Catequista. Acreditem que me dá mais prazer preparar as sessões de catequese para 30 crianças do que preparar as aulas de música para o mesmo número. Aqui, estão porque são obrigadas; na catequese estão porque gostam e, em muitos casos, os Pais estão connosco. Mas há tanto para fazer!........ Não queres colaborar em qualquer coisa?... acostagomes@gmail.com